Noticias • Netanyahu é suspeito de corrupção, entenda o caso

Netanyahu é suspeito de corrupção, entenda o caso

| Categoria: Política
Whatsapp

A polícia de Israel recomendou que Benjamin Netanyahu seja indiciado por corrupção. O primeiro-ministro de Israel nega as acusações. Entenda o caso.

Do que o primeiro-ministro israelense está sendo acusado?
Há alguns meses Benjamin Netahyahu é suspeito de cometer atos de corrupção. As acusações são divididas em dois casos. O caso "1000" se referem a recebimento de propina, e presentes que o primeiro ministro e sua esposa teriam recebido de empresários em troca de favorecimentos como benefícios fiscais e esforços para aprovações de leis que beneficiaram os empresários. No caso "2000" o premiê é acusado de fazer um acordo com  proprietário e editor do jornal Yediot Ahronot Arnon "Noni" Mozes para prejudicar o jornal concorrente,
"Israel Hayom".

Quem está acusando o primeiro-ministo?
Desde o fim do ano passado, israelenses se manifestam nas ruas pedindo a renúncia do premiê. Nesta semana, a  polícia israelense, após investigação de 16 meses, afirmou ter provas para acusar formalmente o primeiro-ministro.

O que afirma Netanyahu?
Netanyahu afirma que está sofrendo uma difamação, nega todas as acusações e afirma que os presentes foram frutos de amizade. 

Quais são os próximos passos?
Agora está nas mãios do procurador-geral israelense Avichai Mendelblit analisar o material e decidir se irá seguir com as acusações ou arquivar o caso. Até essa decisão Netanyahu permanece no cargo.

Leia mais sobre a recomendação da polícia israelense:  http://www.bicom.org.uk/news/police-recommend-criminal-charges-netanyahu/

Leia análise sobre o momento político para Netanyahu: https://www.haaretz.com/israel-news/.premium-netanyahu-s-corruption-cases-the-countdown-to-his-departure-begins-1.5821272

Leia matéria de O Globo sobre o caso:
https://oglobo.globo.com/mundo/policia-de-israel-recomenda-que-netanyahu-seja-indiciado-22394269

Leia matéria do Conexão Israel: http://www.conexaoisrael.org/netanyahu-preso-amanha/2017-07-24/marcos

Inscreva-se