Noticias • Reuven Rivlin: "Amos Oz - in memoriam"

Reuven Rivlin: "Amos Oz - in memoriam"

| Categoria: Noticias
Whatsapp
Amós Oz em sua casa. 2016.

O presidente de Israel, Reuven Rivlin, publicou no site The Times of Israel um comovente texto sobre o escritor Amós Oz, morto no último dia 28. O IBI traduziu ao português.


Amos Oz - in memoriam

Amos, nosso amigo. Quão querido você foi para nós. Um colega de classe, um amigo, um adversário e sempre, sempre um aliado no amor desta terra, no amor e na preocupação por este Estado e sua direção, por seu povo e seu futuro.

Quão querido e importante você foi para o Estado de Israel, para a sociedade israelense, para o mundo da literatura. Seus olhos que sempre viram tão claramente, que olhavam para o mundo com ternura e foco, com clareza e esperança, profundamente de dentro e sempre um pouco de fora. Com a clareza de sua visão, com sua confiança na humanidade e seu amor pelas pessoas e com a riqueza de suas palavras precisas e maravilhosas, você nos construiu uma biblioteca completa e eterna onde tudo pode ser encontrado. Você criou personagens para amarmos sem limites e para odiarmos infinitamente, e também aqueles que inspiraram todos os sentimentos entre eles. Você nos contou sobre o passado, o presente e o futuro. Com precisão, você reuniu passagens inteiras de vida, lugares reais e aqueles que nunca existiram, homens e mulheres que eram absolutamente nós ou aqueles que estavam tão longe quanto possível de nós.

"Um professor de literatura deve criar leitores", você disse. Como homem de letras, você tentou criar pessoas que fossem sensíveis a seus semelhantes, fiéis a si mesmas, dispostas a sair de suas zonas de conforto.

E o que faremos agora Amós, que você não está mais aqui? Em seu último livro, você disse que em uma das conversas com você mesmo "a maneira de trazer os mortos de volta à vida é convidá-los a se juntar a nós de vez em quando, fazer uma xícara de café, lembrar algumas coisas com eles, tentar fazer as pazes com eles um pouco e mandá-los de volta à escuridão para nos esperar pacientemente”.

Nós certamente convidaremos você de novo e de novo, Amos.

Você sempre estará conosco.

Leia o texto original em inglês.


Inscreva-se