Noticias • Para Daniel Feldmann, o combate ao antissemitismo e à islamofobia deve ser feito mutuamente

Para Daniel Feldmann, o combate ao antissemitismo e à islamofobia deve ser feito mutuamente

| Categoria: Noticias
Whatsapp

No dia 03.10, Daniel Feldmann ministrou a primeira aula do curso “Definindo Israel: geopolítica e identidades múltiplas”, uma parceria do IBI com a Unibes Cultural.

Na aula, intitulada “Conflito e narrativas sobre Israel e o Oriente Médio: uma abordagem crítica ao antissemitismo e à islamofobia”, Feldmann trouxe um debate sobre o antissemitismo e a islamofobia dentro do contexto israelense, do conflito israelo-palestino e do Oriente Médio de maneira geral. 

Tratando das origens do antissemitismo moderno e do preconceito contra árabes e muçulmanos, dois fenômenos que surgem na Europa ocidental no século XIX, discutiu-se a permanência desse fenômeno nos dias de hoje, levando em conta o atual cenário global de aumento da intolerância, do racismo e da xenofobia. 

Segundo o professor, tanto o antissemitismo como a islamofobia incidem nas questões que envolvem Israel e o conflito. Ou seja, o combate a essas duas formas de preconceito é central para qualquer perspectiva de paz entre os povos que vivem no Oriente Médio. 

Para Feldmann, ambas as formas de preconceito estão entrelaçadas. Por isso, defende que o combate ao antissemitismo e à islamofobia só pode ser eficaz se feito mutuamente.

Inscreva-se