Noticias • Judoca israelense é ouro e hatikva soa no pódio em Abu Dhabi

Judoca israelense é ouro e hatikva soa no pódio em Abu Dhabi

| Categoria: Noticias
Whatsapp
Abu Dhabi Grand Slam 2018, -81 kg. DE WIT Frank, KHAMZA Didar, MUKI Sagi, CASSE Matthias.

Neste domingo, o judoca israelense Sagi Muki venceu a medalha de ouro no torneio Grand Slam da Federação Internacional de Judô, em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos e, pela primeira vez, o hino nacional de Israel foi tocado no pódio.

Muki ganhou o ouro ao derrotar Matthias Casse, da Bélgica, que avançou à final depois de seu adversário nas semifinais, o iraniano Saeid Mollaei, ter se machucado logo no primeiro minuto da luta, o que levantou suspeitas de tratar-se de uma falsa lesão, de modo que ele não precisasse enfrentar um judoca de Israel.

Muki recebeu a medalha de ouro na presença da ministra da Cultura e do Esporte, Miri Regev, que participou da competição apesar do fato de Israel não ter relações diplomáticas com os Emirados Árabes Unidos.

Em 2017, o judoca israelense Tal Flicker ganhou medalha de ouro no Grand Slam de Abu Dhabi, mas não houve bandeira nem hino no pódio. Os anfitriões proibiram qualquer representação nacional de Israel.

Por conta disso, a Federação Internacional de Judô suspendeu os direitos do país de sediar o torneio, da mesma forma que o fez com a Tunísia, pelo mesmo motivo.

Entretanto, em agosto deste ano, os dois países prometeram à Federação que a bandeira e o hino de Israel seriam usados em eventos futuros em caso de vitória de judocas israelenses.


O hino israelense no pódio.


A final entre o israelense Sagi Muki e o belga Matthias Casse.


Luta entre Matthias Casse, da Bélgica, e Saeid Mollaei, do Irã. O iraniano abandou a luta alegando uma lesão.

Inscreva-se