Noticias • Festival de Cinema Judaico dedica um panorama especial aos 70 anos de Israel

Festival de Cinema Judaico dedica um panorama especial aos 70 anos de Israel

| Categoria: Noticias
Whatsapp

Começa, domingo, mais um tradicional Festival de Cinema Judaico. A Programação traz 32 filmes, sendo 12 de ficção, 14 documentários e seis filmes na sessão especial Panorama de Israel, que celebra os 70 anos do país.

Além do Teatro Arthur Rubinstein na Hebraica, os filmes serão exibidos também no Museu da Imagem e do Som,  Sesc Bom Retiro e no Instituto Moreira Salles. Ao todo, são três salas com ingressos a partir de R$ 12,00 e uma com exibições gratuitas.

Confira abaixo os filmes do Panorama de Israel  e programa-se com os horários no site: http://www.ahebraica.org.br/festival-de-cinema-judaico/

O Diário de Oslo Direção: Daniel Sivan e Mor Loushy

Em 1992, numa tentativa de impedir o derramamento de sangue, um pequeno grupo de negociadores, incluindo dois professores israelenses e três membros da OLP, se reúne em Oslo - secretamente e contra a lei. As reuniões que mudaram o Oriente Médio para sempre nunca foram oficialmente sancionadas e foram narradas apenas pelos diários dos negociadores. O Diário de Oslo incorpora imagens inéditas e entrevistas com os principais líderes israelenses e palestinos, incluindo a última entrevista com o ex-primeiro-ministro de Israel,Shimon Peres.

Dimona Twist Direção: Michal Aviad

Sete mulheres chegam a Israel nas décadas de 1950 e 1960 e são mandadas diretamente para Dimona, uma nova cidade no deserto. No documentário, elas compartilham suas histórias pela primeira vez. O que aconteceu depois que deixaram o norte da África e a Polônia e se viram erguendo uma cidade no meio do nada?

Foxtrot Direção:  Samuel Maoz Foxtrot é a dança de um homem com seu destino. É uma história sobre uma família em pedaços; sobre a perda e o amor sobrecarregado pela dor; sobre aceitação e como chegar a um acordo com a vida; e sobre a lacuna que existe entre as coisas que podemos controlar e aquelas que não. O diretor Samuel Maoz ganhou o prestigioso Leão de Ouro no Festival Internacional de Cinema de Veneza; e seu novo filme Foxtrot já acumula uma série de prêmios e críticas elogiosas. O filme foi o candidato oficial de Israel ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro em 2018

Israel, Histórias dos Dias Atuais Direção: William Karel e Blanche Finger

Dez renomados escritores israelenses destacam Israel 70 anos após sua fundação. Seu trabalho ecoa as questões que seu país enfrenta: amor pelo país, o conflito, o peso do passado, o projeto sionista, a religião, o exército e as tensões sociais. Apresentando entrevistas com gigantes literários como Amos Oz, David Grossman e Avraham B. Yehoshua, o documentário oferece um retrato original esubjetivo de Israel, usando a literatura como um meio para compreender a geopolítica.

O Primo Direção: Tzahi Grad

Naftali, um israelense de mente aberta, começa a questionar suas convicções liberais quando o trabalhador palestino que contrata é acusado de um crime hediondo contra uma adolescente local. Enquanto o boato e as insinuações pegam fogo, Naftali é rigoroso na defesa de

Fahed, mas logo se vê lutando contra um racismo interior que ele acha difícil de abalar. Uma comédia romântica escrita e dirigida por Tzahi Grad, onde também atua levando o prêmio de Melhor Ator no Haifa Film Festival 2018

Saudade Direção: Savi Gabizon

Nessa tragicomédia agridoce, Ariel, um solteirão bem humorado e rico tem sua vida confortável desfeita quando ele descobre que é pai - e tem sido por quase duas décadas. O que vem a seguir é uma bomba de magnitude ainda maior e que força Ariel a lidar com a responsabilidade parental, o arrependimento existencial e o potencial do amor e da conexão humana.


Inscreva-se