Noticias • Curso no Sesc reuniu pesquisadores para aulas e debates sobre os 70 anos de Israel

Curso no Sesc reuniu pesquisadores para aulas e debates sobre os 70 anos de Israel

| Categoria: Noticias
Whatsapp
O professor Michel Gherman abriu o curso "Israel 70: realidades e desafios".

Nos dias 10 e 11 de outubro, o Centro de Pesquisa e Formação do Sesc realizou, com apoio do IBI, o curso "Israel 70: realidades e desafios", sobre os 70 anos de Israel. Com aulas e debates, reuniu os professores Alexandre Leone, Bernardo Sorj, Celso Garbarz, Marta Topel, Michel Gherman e Rafaela Barkay para tratar dos paradoxos atravessam a trajetória de Israel.

Michel Gherman abriu o curso analisando os desenvolvimentos políticos do movimento sionista, desde meados do século XIX até a recente promulgação da Lei Básica do Estado Nação, enfatizando o deslocamento ideológico do secularismo que marcou os seus primórdios para a ascensão do nacionalismo religioso atual. 

Em seguida, o debate "Religião e Estado em Israel" abordou as tensões inerentes à tentativa de construção de um Estado judaico e democrático. Alexandre Leone traçou um panorama sobre a presença de Estados confessionais no mundo, enquanto Marta Topel concentrou-se nas dinâmicas internas da sociedade Israelense. Segundo ela, após o conflito nacional entre israelenses e palestinos, os embates entre religiosos e laicos são os mais proeminentes no país.

Bernardo Sorj ministrou a aula "Multiculturalismo: conflitos e contradições na sociedade israelense", fazendo apontamentos sobre a estrutura étnico-religiosa do Estado vis à vis o contexto geopolítico na qual ele está inserido. Foram abordados também dinâmicas próprias da sociedade israelense contemporânea.

Fechando o curso, o debate sobre as relações entre israelenses e palestinos reuniu Celso Garbarz e Rafaela Barkay. Rafaela Barkay  traçou uma história das duas sociedades a partir de cartas escritas por mulheres ao longo das últimas décadas, lidas pelos alunos  do curso. Já Celso Garbarz contou um pouco de sua experiência enquanto soldado durante a Guerra do Líbano e ativista pelos direitos humanos.



Inscreva-se