Noticias • “Como curar um fanático”, obra icônica de Amós Oz, pela primeira vez em árabe

“Como curar um fanático”, obra icônica de Amós Oz, pela primeira vez em árabe

Por IBI | Categoria: Noticias
Whatsapp

"O fanatismo não acontece apenas no Oriente Médio. Está em todos os lugares. Não só nas religiões, mas em todos os movimentos. O que eu vejo é o crescimento do fanatismo e não há diferencia entre a natureza de Bin Laden e daqueles que explodem clínicas de aborto nos EUA ou colocam fogo em mesquitas na Europa". 

Já está disponível no site de Amós Oz, em árabe, a obra "Como curar um fanático". O escritor israelense firmou uma parceria com o ator e escritor libanês Isa Aouifa - que transformou a obra em um audiobook. O projeto contou também com a colaboração do produtor de rádio Thomas Lunderquist, da Lokatt Media na Suécia. A proposta, segundo os envolvidos no projeto, visa “espalhar mensagem de tolerância e pensamentos sobre a necessidade de compromisso como a base para a coexistência pacífica”.

"Li Como Curar um Fanático e ri apenas lendo o título. Sem saber nada sobre o livro ou o autor. Eu ri da tentativa irônica de realizar o impossível. Eu também ri da contradição - porque apenas um fanático está disposto a curar alguém de suas crenças. Meu sentimento depois de ler estas páginas? Eu desejei que alguém tivesse me dado este livro quando eu era muito mais jovem, me pouparia anos de pesado fardo de raiva, ódio e amargura. Agora, com este projeto, quero tentar dar a mim mesmo uma chance de pensar de forma independente. E vejo que meu eu mais novo está em todos os jovens árabes, homens e mulheres, em todos nós, na verdade", afirmou Aoufia.  

"Tínhamos acabado de produzir um grande romance egípcio, The Yacoubian Building, de Alaa Al-Aswany, como uma série da National Swedish Radio, quando Isa teve a ideia de traduzir Como Curar Um Fanático para o árabe e transformá-lo em um livro de áudio. Ele queria que seu pai pudesse ouvir o trabalho em árabe e pediu-me para ajudá-lo na produção. Como eu poderia recusar?", disse Lunderquist. 

Veja o link no site do escritor: http://www.amos-oz.net/how-to-cure-a-fanatic/ 


Inscreva-se