Noticias • 15 curiosidades sobre Meir Dizengoff, o primeiro prefeito de Tel Aviv

15 curiosidades sobre Meir Dizengoff, o primeiro prefeito de Tel Aviv

Por Caroline Beraja Fonte IBI | Categoria: Noticias
Whatsapp
Estátua localizada em Tel Aviv

A cidade de Tel Aviv foi fundada em 11 de abril de 1909. Hoje é um dos muitos cartões postais de Israel e considerada a “bolha” do país. Seu primeiro prefeito foi Meir Dizengoff. O IBI selecionou 15 curiosidades sobre este químico israelense e militante sionista. Confira. 

1. Nasceu em fevereiro de 1861 na Bessarábia.

2. Participou da organização Narodnaya Volya, na Rússia, que tinha o objetivo de assassinar os oficiais do governo para promover reformas no país. Por essa participação, foi preso.

3. Depois de sair da prisão, se envolveu com o Movimento Hovevei Zion, que promovia ações contra os pogroms (chacinas em vilas judaicas) no Império Russo. Ele fundou o ramo bessarabiano do movimento em Kishinev.

4. Saiu de Kishinev e foi para Paris. Enquanto estudava engenharia química na Universidade de Paris, conheceu Edmond James de Rothschild, que o enviou à Palestina para abrir uma fábrica de vidro. A fábrica faliu.

5. Em 1905, em Yaffo, abriu a Geulah Company, uma espécie de corretora, para comprar terras dos árabes na região.

6. Importou máquinas e automóveis, foi o co-fundador de uma empresa de barcos e foi cônsul da Bélgica.

7. Quando soube que um novo bairro judeu moderno seria construído, se associou, em 1908, com Ahuzat Bayit. Eles planejaram, juntos, uma nova cidade hebraica, que surgiria desse bairro e pressupunha a coexistência pacífica com os árabes da região.

8. De 1911 a 1923, encabeçou o planejamento da nova cidade e, depois, liderou a luta pela separação desta de Yaffo. 

9. Em 1922, quando Tel Aviv foi reconhecida como uma cidade autônoma, foi eleito o primeiro prefeito.

10. Defendeu a construção do porto em Tel Aviv.

11. Era um grande apoiador das artes e da cultura na cidade. Depois da morte de sua mulher, em 1930, doou sua casa para a elaboração de um museu. Inicialmente, a casa tornou-se o Museu de Arte de Tel Aviv. Hoje, porém, é o museu Salão da Independência, pois foi lá que David Ben Gurion, em maio de 1948, declarou a independência do Estado de Israel.

12. Foi descrito como "um homem que poderia relembrar o futuro".

13. A Rua Dizengoff, em Tel Aviv, antiga Rua 187, recebeu seu nome em 1934. O Parque Meir, ao lado da Rua King George, em Tel Aviv, também recebeu seu nome.

14. Existe uma estátua de Meir Dizengoff montado em seu cavalo no Boulevard Rothschild, em frente à casa que doou.

15. Morreu no dia 23 de setembro de 1936.




 


Inscreva-se