Noticias • IBI promove seder de Pessach em parceria com o projeto MeuAmigoRefugiado, da ONG Migraflix

IBI promove seder de Pessach em parceria com o projeto MeuAmigoRefugiado, da ONG Migraflix

Por IBI Fonte IBI | Categoria: Comportamento
Whatsapp

O Instituto Brasil-Israel promoveu, na última quinta-feira (25), um seder de Pessach como parte do projeto MeuAmigoRefugiado, da ONG Migraflix, na qual é possível receber uma família de refugiados para alguma ocasião festiva em sua casa. A data de Pessach foi uma escolha da instituição. "O pessach marca a saída do povo hebreu do Egito. Sabemos que para os refugiados os mares nem sempre se abrem, mas queremos que vocês se sintam acolhidos aqui", afirmou Carol Bejara, integrante do IBI e coordenadora do Eitan, da Agência Judaica.

Aos 30 convidados presentes, Fátima Ismail contou que saiu da Síria, ainda no começo da guerra, após ser abandonada, junto com seus três filhos, pelo marido. Ela se refugiou na Jordânia, onde conheceu o atual marido, Abud, com quem teve outros dois filhos – uma delas nascida no Brasil. Os dois hoje vivem na Zona Sul de São Paulo. Abud trabalha em um supermercado e Fátima faz pratos culinários por encomenda.

“A vida em Aleppo [cidade ao norte da Síria] era tranquila e as famílias viviam todas unidas, com as crianças brincando na rua. Hoje prefiro nem ver as imagens da minha antiga cidade, na televisão. E muito dolorido não reconhecer sua própria casa”, descreveu Fátima.

Indagados sobre como foi a chegada ao Brasil, Abud revelou que a trajetória do imigrante é sempre permeada por apreensão. "Ter que deixar seu país mesmo contra o seu desejo, chegar a um lugar onde você não fala a língua, estar longe de sua família e não conhecer ninguém dá medo. A primeira sensação é de medo", recordou.

Anfitriã do jantar, a jornalista e colaboradora do IBI Marilia Neustein definiu a noite como um momento de grandes conversas e aprendizado. "Não existe nada mais abraamico do que abrir sua casa para estrangeiros. Ouvir essas histórias nos faz lembrar da trajetória de muitos de nossos antepassados e exercitar a escuta, algo fora de moda, atualmente", resumiu.

Ao final da noite, os presentes receberam um agradecimento de Fátima e sua família. "Queremos agradecer a hospitalidade e o carinho. É bom sentir que somos bem-vindos".

O Instituto Brasil-Israel promove o projeto "IBI em Casa", no qual qualquer um pode ser anfitrião de uma ação do Instituto, como palestras, grupos de discussão, aulas, debates e parcerias como esta, realizada com o Migraflix.  

Inscreva-se