Eventos • Governo Bolsonaro e o judeu imaginário

Governo Bolsonaro e o judeu imaginário


Categoria: Institucional
Whatsapp

Ao longo do processo de ascensão do governo de Jair Bolsonaro ao poder, um fenômeno inédito pode ser observado: o uso de símbolos ligados ao Estado de Israel e à religião judaica. 

No primeiro domingo de maio (03/05), mais uma vez, parte da população brasileira ficou espantada com a aparição do presidente da República em um ato antidemocrático. Em frente ao Palácio do Planalto, tremulava a bandeira de Israel. 

Não demorou para grupos judaicos progressistas se manifestarem contra o ocorrido, ressaltando que a aparição da bandeira do Estado judeu em atos bolsonaristas não deve ser associada a um suposto apoio da comunidade judaica ao atual presidente. 

Ainda assim, entre bandeiras e discursos, símbolos e sinais, elogios e críticas, Bolsonaro tenta construir um judeu para chamar de seu. 

Esse sábado, no Webinar do Instituto Brasil-Israel e do coletivo Judeus Pela Democracia, discutiremos o lugar do judeu no imaginário bolsonarista.


PALESTRANTES

Rafael Kruchin – Coordenador Executivo do Instituto Brasil-Israel e mestre em Sociologia pela Universidade de São Paulo (USP).

Katia Lerner – Doutora em sociologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro e pela Universidade da Califórnia,  é membro permanente do corpo docente do Programa de Pós-Graduação em Informação e Comunicação em Saúde (PPGICS).

DEBATEDOR

Michel Gherman – Professor de História na Universidade Federal Fluminense, coordenador do Núcleo Interdisciplinar de Estudos Árabes e Judaicos da UFRJ e Diretor de Conteúdo do Instituto Brasil-Israel. 

MEDIADOR

Guilherme Cohen -Psicólogo e um dos coordenadores do "Judeus pela Democracia". Atualmente é liderança municipal do Mapa Educação e também coordena uma rede de apoio aos idosos nos asilos do Rio de Janeiro.

O evento será na plataforma Zoom.

Inscreva-se