Colunistas • Michel Gherman • Disputa entre reacionários e progressistas aumenta temperatura das eleições em Israel

Disputa entre reacionários e progressistas aumenta temperatura das eleições em Israel

Por Michel Gherman
Whatsapp

O rabino Rafi Peretz, ministro da Educação de Israel, fez duas declarações polêmicas, na última semana. Membro da corrente mais radical do partido nacional religioso A casa judaica, Peretz chamou o fenômeno de casamento inter religioso de "novo holocausto". Ontem, o mesmo rabino disse que era a favor da "cura gay" para alunos, em Israel.

As declarações do ministro marcaram um racha na sociedade israelense. A esquerda exige demissão imediata do ministro. Mas o mais interessante é que a direita também rachou. 

Depois das declarações da direita radical e religiosa, a direita moderada e secularizada ameaça se afastar, colocando em risco a coalizão que apoia a candidatura de Bibi Netanyahu.



Michel é professor de História na Universidade Federal Fluminense, coordenador do Núcleo Interdisciplinar de Estudos Judaicos da UFRJ, pesquisador da Ben Gurion University e Diretor Acadêmico do Instituto Brasil-Israel. 

Inscreva-se